Associados
Associação Atlântica de Apoio ao Doente Machado-Joseph
Associação Coração Amarelo
Associação de Apoio aos Traumatizados Crânio-Encefálicos e suas Famílias - Novamente
Associação de Doentes com Lúpus
Associação de Mulheres Contra a Violência
Associação de Pais e Amigos de Portadores do Sindroma de Rubinstein-Taybi (APART)
Associação de Retinopatia de Portugal
Associação dos Consumidores da Região Açores
Associação Grupo de Apoio SOS Hepatites
Associação Nacional Contra a Fibromialgia e Síndroma da Fadiga Crónica - Myos
Associação Nacional das Crianças e Jovens Transplantados ou com Doenças Hepáticas - Hepaturix
Associação Nacional das Farmácias
Associação Nacional de Enfermeiros Promotores do Envelhecimento Saudável - ANEPES
Associação Nacional dos Doentes com Artrites e Reumatismos na Infância - ANDAI
Associação para a Promoção da Segurança Infantil - APSI
Associação Portuguesa da Doença Inflamatória do Intestino, Colite Ulcerosa e Doença de Crohn - APDI
Associação Portuguesa da Psoríase
Associação Portuguesa das Doenças do Lisosoma
Associação Portuguesa de Apoio à Mulher com Cancro da Mama - APAMCM
Associação Portuguesa de Asmáticos
Associação Portuguesa de Doentes da Próstata
Associação Portuguesa de Doentes de Parkinson – APDPk
Associação Portuguesa de Familiares e Amigos de Doentes de Alzheimer
Associação Portuguesa de Fertilidade
Associação Portuguesa de Pessoas com DPOC e Outras Doenças Respiratórias Crónicas
Associação Portuguesa de Sindrome de Asperger
Associação Portuguesa de Solidariedade Mãos Unidas Padre Damião
Associação Portuguesa dos Enfermeiros de Reabilitação
Fundação do Gil
Fundação Portuguesa de Cardiologia
Fundação Portuguesa do Pulmão
Fundação Professor Fernando de Pádua
Fundação Realizar um Desejo
Instituto de Apoio à Criança
Instituto Nacional de Cardiologia Preventiva
Laço - Laço Associação de Solidariedade Social
Liga Portuguesa Contra a SIDA
Liga Portuguesa Contra as Doenças Reumáticas
Liga Portuguesa Contra o Cancro
Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla - SPEM
União Geral de Consumidores

CONFERÊNCIA DA PRIMAVERA:“VIDAS DIFERENTES, DIREITOS IGUAIS”

A Plataforma Saúde em Diálogo vai realizar no próximo dia 23 de Abril, com início às 9h30 no Auditório da Fundação Montepio (Rua do Ouro nº219), a Conferência da Primavera subordinada ao tema "VIDAS DIFERENTES, DIREITOS IGUAIS".

O título pretende chamar a atenção para uma das maiores preocupações da Plataforma, que é a promoção da igualdade entre utentes de saúde. As especificidades de cada patologia (Vidas Diferentes) não se podem traduzir em desigualdades na Saúde pois o Direito à Protecção na Saúde é um Direito Fundamental, reconhecido a qualquer cidadão, nacional, estrangeiro ou apátrida, e assente num conjunto de valores fundamentais como a dignidade humana, a equidade, a ética e a solidariedade, afastando-se, expressamente, qualquer discriminação em função da idade, da raça, do género e das condições económicas e sociais (Direitos Iguais).

A conferência, será um momento de debate público para discussão das temáticas que considerámos mais relevantes e de maior interesse para as associações que integram a Plataforma, para as pessoas doentes ou utentes de saúde, para os decisores políticos e para o cidadão em geral.
 
Solicitamos inscrição prévia, de caráter gratuito, que deverá ser enviada para plataforma.org@gmail.com ou por fax.210410494.
 

6º CONGRESSO GLOBAL DA IAPO

29 a 30 de MARÇO EM ASCOT, REINO UNIDO

O 6º Congresso Global da IAPO acontece já no final deste mês.
Com o apoio desta organização, a Plataforma Saúde em Diálogo estará presente.
Realizou-se esta manhã uma conferência na web (webinar), aberta a qualquer congressista, e destinada a partilhar informações sobre o congresso.
O tema do congresso é "Melhor Acesso, Melhor Saúde – uma abordagem centrada no doente para a cobertura universal da saúde" ("Better Access, Better Health – a patient centered approach to universal health coverage").
Os três principais tópicos são: Equidade, Qualidade e Financiamento.
No decorrer do congresso serão definidos, na perspectiva do doente, os princípios para uma cobertura universal da saúde (Universal Health Coverage – UHC), os quais serão apresentados Assembleia Mundial de Saúde da OMS que terá lugar em Maio.
Este congresso será certamente uma excelente oportunidade para a Plataforma adquirir mais conhecimento, beneficiar da experiência das várias organizações presentes e dar a conhecer o seu trabalho e objectivos.

O Impacto da Austeridade nos Doentes e Profissionais de Saúde

ÁLVARO BELEZA, SECRETÁRIO NACIONAL PARA A SÁUDE DO PARTIDO SOCIALISTA ORGANIZA REUNIÃO DE TRABALHO

No passado dia 21 de Janeiro, na Sede Nacional do Partido Socialista, no âmbito da estratégia de abertura do Partido Socialista ao exterior protagonizada pelo Laboratório de Ideias e Propostas para Portugal (LIPP) e pela Convenção "Novo Rumo para Portugal", o Dr. Álvaro Beleza liderou reunião sobre o impacto da austeridade nos doentes e profissionais de saúde.
Esta reunião contou com a participação activa de diversas associações de doentes, organizações e ordens profissionais.
A Plataforma esteve presente e teve oportunidade de dar a conhecer a Declaração de Lisboa realçando os seguintes tópicos: Estatuto do Doente Crónico; Estatuto do Cuidador Informal; Reconhecimento da Plataforma como parceira indispensável na criação e implementação das políticas de saúde ou com implicações na saúde; importância da literacia em saúde, da formação de profissionais e cuidadores e do encaminhamento sistemático para as associações que verdadeiramente conhecem as necessidades das pessoas e estão em condições de informar e de prestar apoio específico.
Foi entregue um exemplar da Declaração de Lisboa que despertou o interesse dos organizadores.
No final, a Deputada Luisa Salgueiro, ao resumir os diversos contributos dos participantes na reunião referiu estar a preparar proposta legislativa sobre o Estatuto do Doente Crónico.
A Plataforma congratula-se com esta iniciativa e persistirá no seu trabalho de intervenção junto dos decisores políticos para concretizar as suas prioridades.

Obituário da Dr.ª Rosa Goncalves

Perdemos uma madre fundadora da nossa Plataforma.
A Dr.ª Rosa Gonçalves deixou-nos e estamos consternados pela perda.

 
A Direcção da Plataforma Saúde em Diálogo lamenta vir informar todos os seus associados e amigos o falecimento da Dr.ª Rosa Maria Chaves Gonçalves, uma companheira e amiga desde a primeira hora em que nos juntámos. Profundamente ligada às causas de interesse público, dinamizadora do associativismo dos doentes com lúpus, aderiu entusiasticamente à ideia da conjugação de esforços e de entreajuda entre as famílias associativas que presidiram a nossa constituição.
Fez parte da primeira Direcção da Plataforma, honrou-nos pela sua vivacidade, desassombro, sabedoria, argumentação a favor das nossas causas. Impôs-se naturalmente pelos seus predicados em todos os eventos em que participou em nome da Plataforma, a nível internacional e nacional, os membros do Governo e responsáveis pelos departamentos da Saúde ouviam-na atentamente.
Por motivos de saúde, pediu escusa de continuar em funções muito activas na Direcção da Plataforma, aceitou ficar como presidente da Assembleia Geral onde se distinguiu ao longo dos anos pelas suas raras qualidades de condução de reuniões.
Condecorada com a Ordem de Mérito, atendendo aos relevantes serviços prestados a Portugal em nome do associativismo dos doentes, a Dr.ª Rosa Gonçalves era um exemplo de solicitude, de cuidado e do bem servir totalmente abnegado, deixa-nos uma profunda saudade e um vazio tremendo pela natureza da obra feita.

Plataforma faz parceria com a Fundação S. João de Deus

Projeto "Ferro de Soldar"

Em 11 de Dezembro, a Plataforma representada por Maria do Rosário Zincke dos Reis e Mário Beja Santos subscreveu um protocolo de parceria para o Projeto "Ferro de Soldar".
A Fundação S. João de Deus tem por fim realizar, promover, coordenar e patrocinar a investigação, a formação, a assistência e cooperação a todos os níveis nas áreas da saúde, da integração social e comunitária, entre outros.
O Projeto "Ferro de Soldar" é destinado à população idosa mais carenciada das freguesias da cidade de Lisboa, visa contribuir para a melhoria das suas condições de habitabilidade, realizando pequenas reparações domésticas ao domicílio.
Todas as associações da Plataforma no âmbito do projeto (cidade de Lisboa) poderão solicitar tais serviços de pequenas reparações domésticas ao domicílio, comunicando à direção da Plataforma ou ao secretariado executivo as necessidades de intervenção e o pedido de visita domiciliária. Estas reparações poderão ser executadas entre as 10h e as 18h de todos os dias úteis. Os encargos com estas reparações poderão ser simbólicos, havendo que pagar as peças de substituição.
Solicita-se a todas as associações da Plataforma que contactem o secretariado executivo no caso de pretenderem beneficiar deste serviço de reparações domésticas ao domicílio.  Ver apresentação
Showing 1 - 5 of 11 results.
of 3
Newsletter
Subscreva a nossa newsletter aqui!
This field is mandatory.
This field is mandatory.

CONFERÊNCIA DA PRIMAVERA:“VIDAS DIFERENTES, DIREITOS IGUAIS”

A Plataforma Saúde em Diálogo vai realizar no próximo dia 23 de Abril, com início às 9h30 no Auditório da Fundação Montepio (Rua do Ouro nº219), a Conferência da Primavera subordinado ao tema "VIDAS DIFERENTES, DIREITOS IGUAIS".
O título - "Vidas Diferentes, Direitos Iguais" – pretende chamar a atenção para uma das maiores preocupações da Plataforma, que é a promoção da igualdade entre utentes de saúde. As especificidades de cada patologia (Vidas Diferentes) não se podem traduzir em desigualdades na Saúde pois o Direito à Protecção na Saúde é um Direito Fundamental, reconhecido a qualquer cidadão, nacional, estrangeiro ou apátrida, e assente num conjunto de valores fundamentais como a dignidade humana, a equidade, a ética e a solidariedade, afastando-se, expressamente, qualquer discriminação em função da idade, da raça, do género e das condições económicas e sociais (Direitos Iguais).

A conferência, será um momento de debate público para discussão das temáticas que considerámos mais relevantes e de maior interesse para as associações que integram a Plataforma, para as pessoas doentes ou utentes de saúde, para os decisores políticos e para o cidadão em geral.

Boletim de Inscrição
Ver programa

Decreto-Lei nº 19/2014– 5 de fevereiro de 2014

Ministério da Saúde
Diário da República, 1ª série – N.º 25

Promove-se a revisão das componentes fixas e variáveis na formação dos preços dos medicamentos, visando privilegiar a sustentabilidade do acesso a medicamentos, introduzindo um mecanismo de procedimentos que permita, em cada momento, aferir a mais-valia dos medicamentos que justifiquem a sua comparticipação pelo Estado português.
Neste contexto, a comparticipação de qualquer medicamento é obrigatoriamente reavaliada quando o mesmo seja autorizado para uma indicação terapêutica diversa da vigente à data da comparticipação. A decisão sobre a exclusão de medicamentos da comparticipação deve fundamentar-se em várias razões, como sejam a eficácia ou efetividade não demonstrada e o menor valor terapêutico relativamente aos medicamentos comparticipados utilizados com a mesma finalidade terapêutica. A dispensa de medicamentos genéricos, e de entre estes dos mais baratos, pode ser objeto de remuneração adicional às farmácias participantes em programas de saúde pública nos termos e nas condições a definir pelos ministérios das Finanças e da Saúde.   ver pdf

Portaria Nº 20/2014, de 29 de janeiro de 2014

Ministério da Saúde

São aprovadas as tabelas de preços a praticar pelo SNS. O regulamento das tabelas de preços contempla o valor das prestações de saúde realizadas pelas instituições e serviços integrados no SNS (encontram-se ainda abrangidos o Instituto Nacional de Saúde e o Instituto Português de Sangue de Transplantação). Trata-se de uma extensíssima tabela que contempla, entre outros episódios agudos de doença classificados em grupos de diagnósticos homogéneos, episódios excecionais de tratamento, transferência de doentes, reinternamento, internamento de doentes em fase não aguda, hospital de dia, consultas externas, urgências, insuficiência renal crónica, meios complementares de diagnóstico e terapeuta. As associações passam a dispor das tabelas atualizadas para informar, sempre que necessário, os seus associados. ver pdf